terça-feira, 14 de maio de 2013

Alguns escritos do meu saudoso Pai Heli Marcelino, coisa que por ele foram escritas na década de 60.

Depois das zero hora
Depois da zero hora
Tornei me a felicidade
Abandonei as ruas
Não voltei na cidade
Oh que grande
Que grande felicidade

Depois da zero hora
Contigo falei
Não quero que chores mulher
Viverei sempre ao teu lado
Para cessar
Cesar este peito magoado

Heli Marcelino dos Santos 11/08/1965