segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Erros do Amor

Um dia sem intenção e sem perceber
Te afoguei, te sufoquei, te fiz submergir
Tirei todo teu ar
De todas as formas impedias te, o respirar
O mover se, e qualquer outra ação
Não percebia nada
Estava tão encantado que,
Passei a ser indisciplinado
Passei a não olhar ao redor
Era apenas o eu e você
Éramos nesse tempo ótimos namorados
To tipo o tempo todo grudados
Mas eu sem razão para tal
Movido de pura paixão
Impulsionado pela emoção
De todos os dias ao teu lado
Ir dormir, me deitar e, acordar
que errei
Errei em tanto te querer
Em tudo fazer por e para você
Errei em priorizar? É errei
Mas que mal a nisso?
Ciúmes tinhas só de você
O meu canto era apenas para ti
Meu sorriso e composições
Tinha a pureza de tua marca
O meu dia a dia era ir com vontade de ficar
Sair, já querendo voltar
Aceleravas até o movimento do sol
Para ele, o mais rápido se por
E nada e ninguém entre nós se interpor nem se opor
Já a lua, a velocidade eu reduzia
Só para todas as noites serem
Eternamente longas como o nosso amar
Profundo e desejoso com o mar
Mas errei
Errei tentando acertar
Errei tentando te ganhar
Errei quando forte de mais foi teu
O meu abraçar
Sem ar também fiquei
Quando de ti ouvi:
Quero a minha liberdade voltar
Quero assim viver
Sou água .. mas não vivo com teu represar
Sou assim .. livre
Me alimento da liberdade
Sou como chuva ... repouso onde tiver que repousar
Mas como um natural subo em vapor
Faço das nuvens o meu amor
Destilado como o mel
Para em algum outro lugar
Algum outro campo regar...
Errei ...
Mas nunca pedir meu sonhar ...
Seja aqui ou em qualquer outro lugar
Em qualquer outra forma
Animada ou não...
Farei de tudo silenciosamente e de forma um pouco diferente
Só para te ter novamente
Assim bem assim como tu és
Minha deus, fada encantada , estrela a mais desejada
Meu sorrir e cantar assim sempre será,
Apenas serás
Única e predileta ....

Elieser Santos 29/08/14 17:25