segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Sinto ainda

Ainda sinto teu cheiro
Ainda percebo teu toque
Ainda tenho em minha boca
O sabor do teu paladar
Ainda tateio o teu corpo
Dos pés a cabeça
E ainda ouço bem vivo
O teu respirar
Ainda percebo aceleradas batidas
Ai sei que foi teu coração
Que fez o meu também embalar
Ainda vejo teus olhos brilhantes
Aos meus encontrar
Agora percebo que o meu amar
Foi de um a muitos bilhões
Como força e turbilhão
Tsunami e vulcão
Desde o nosso encontrar
Ainda sinto a minha e a tua emoção
Gestos, carinho e satisfação
Ainda, ainda sonho
Com um novo encontro
Ainda peço em oração
Ainda que dure anos
Ainda tão perto e distante
Ainda assim há esperança
Ainda reviver iremos
Ainda há o que vivermos
Ainda seremos unos
No amar
No desejo
E na paixão

Elieser Santos 23/10/14