quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Fato


Ontem a noite fui abordado
Sem respeito, sem nenhum direito
Tive que ficar calado,
Quando um do povo se manifestou,
Foi interrogado se era meu advogado
Fiquei quieto abaixe a cabeça
Já sei que você é culpado
Pele escura, tênis e roupas da hora
Com certeza foram todos roubados
E com certeza alguém te reconhecerá
Como autor de um delito qualquer
E eu ouvindo isso, sem me mexer pensava
Estamos sendo casados e acusados por negros ser
Aqui é sempre assim, o tom da pele
Determina culpa ou inocência
Não há consciência e nem tão pouco coerência
Prevalece sempre a lei de quem esta armado
E ainda te culpa, se estiver pelo destino desempregado
Minha cabeça neste momento já esta a mil
Pensando em tudo, meu corpo também já todo paralisado
O sentimento, é de muito medo e revolta
Pois basta um suspiro e o gatilho é apertado
E mais um aborto é consumado
Hoje pela manha acordei e ufaaa!!!
Percebi que havia apenas sonhado
Mas reclinei em minha cama aos prantos
Clamando a Deus e indignado
O que para eu foi apenas um sonho
Para muitos irmão de cor
Isso é fato empírico, realidade e consumado


Elieser Santos 16/12/2014