quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Tal mãe, tal filha



Tal mãe, tal filha

Hoje sonhei assim
Elas se parecem tanto que,
Fundem se e se confundem
Tal mãe, tal filha
Não, não apenas no modo e vestimenta
Nos mínimos detalhes que se fazem unas
Modo de ser, agir e, diria até de pensar
Reagir, progredir, decidir e enfrentar
Dançar, gingar, caminhar e trabalhar
Persistir, persuadir, divertir e diagnosticar
Sim, espírito de uma em outra
Das aparências nem é preciso citar
A menor imita a maior que por sua vez
Também teve com orgulho a quem imitar
Mãe, menina e mulher
Cor da noite, encanto impar
Traços e formas singular
Quase perfeita se não o fosse entre nós teu habitar
A dama e sua menininha
Ambas carinhosamente chamadas de Pretinhas


Elieser Santos 10/12/2014