sábado, 3 de janeiro de 2015

Falo de quem ??


Relutei em escrever
Resisti até agora pouco
Pois não devo nem posso
Falar de mim ou de você
Deixar resquício de me abrir
Me delatar há desconhecidos
Ou ainda a famigerados vampiros
Analistas de vidas alheias
Pois se falo de amor dizem:
Esta amando
Se falo de desamor dizem:
É puro rancor
Se falo da minha e da tua cor
De nossa pele negra dizem:
Isso é besteira
Se de Deus ouso falar dizem:
Não pode blasfemar
E assim vai assim o tempo se esvai
Às vezes dizendo falácias e sofismas
Ou deixando lagrimas respingar no papal
Mentiras, ficções, invenções ou pura verdade
Ah !! Isso, só o poeta, o papel e a caneta sabem


Elieser Santos 04/01/15