sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Boralá Cantar



Hoje não quero falar,

Hoje só quero cantar extravasar

Ou talvez a penas compor

Compor canções de amor

Lembrando do tempo que passou

Dos dias que te chamavas de meu amor

Minha linda, minha preta, minha pretinha

Minha mulher, minha rainha, negra divina

Daquele tempo que teu sorriso provocava o meu

Que para teus medos tinha o peito meu

Boralá então cantar, para acalantar, para relembrar

Pois cantando assim eu vivo e sorrindo vou me distraindo

Boralá cantar então, soltar bem mais que palavras pelo ar

Pra manter sempre acesa a chama que a paga e acende também





Elieser Santos